A experiência das descobertas pessoais

Viajar é a arte de experimentar novas emoções. Conhecer novas pessoas, descobrir novos sabores e se encantar com novas culturas são alguns dos motivos que tornam o turismo uma atividade tão valorizada nos dias de hoje.

E uma tendência que vem mostrando crescimento são os viajantes que descobrem novos destinos sozinhos. Quer seja em uma curta viagem de negócios ou uma aventura solitária prolongada, os viajantes têm encarado o mundo mais sozinhos do que nunca.

De acordo com os dados registrados pela Airbnb, foi grande o crescimento do número de reservas realizados por pessoas sem acompanhantes. Nas cidades mais importantes para viagens por solo, que incluem destinos como Buenos Aires, Toronto e Oslo, aproximadamente entre 14% e 27% de todas as reservas são feitas por pessoas viajando sozinhas e pontos turísticos emergentes para os que pegam as malas sem acompanhantes incluem cidades em todo o mundo.

Dentre as cidades que se destacam na lista, São Paulo, a única brasileira, surge em sexto lugar, com um crescimento de 128% no número de viajantes desacompanhados em 2016. No mesmo ano a cidade registrou 93 mil chegadas de hóspedes, o que significou um impacto econômico de aproximadamente R$ 192 milhões entre renda extra para os anfitriões e gastos dos viajantes na capital paulista.