O bom momento do turismo de luxo

É comum ler nas revistas especializadas em viagens que a atividade turística é uma espécie de porto seguro para muitos países. E existem diversos motivos para que essa afirmação seja verdadeira, afinal de contas, muitas vezes, para o desenvolvimento do turismo nem sequer são necessárias as tradicionais políticas públicas, basta o investimento e a força de vontade dos empreendedores para literalmente transformar uma região comum em um admirado destino de viagem.

Nesse cenário, o turismo de alto padrão vem se consolidando como um excelente segmento para quem quer investir e, principalmente, uma forma atraente de vivenciar novas experiências para os viajantes que estão dispostos a trocar os passeios mais tradicionais por experiências novas e memoráveis.

Dentro do mercado brasileiro, o crescimento do turismo de luxo é visível. De acordo com os dados divulgados pela Zarpo, o segmento registrou no país um aumento de 17% durante o Carnaval deste ano.

Entre os destinos nacionais mais procurados pelos internautas que visitaram a página se destacaram Atibaia e Itupeva em São Paulo e Angra dos Reis no Rio de Janeiro. Os viajantes que decidiram curtir o carnaval fora do país escolheram, em sua maioria, passeios para Santiago, Punta Cana e Montego Bay.

Embora o carnaval seja um momento propício para um crescimento da atividade turística, justamente em função do feriado, o setor vem apresentando de forma consecutiva bons resultados. Basta ver o crescimento das agências especializadas neste tipo de viagens que além de selecionarem os melhores hotéis e restaurantes para seus clientes, ainda disponibilizam serviços exclusivos como aluguel de carros de luxo ou a realização de jantares e eventos especiais.

Em tempos nos quais todas as ferramentas para o crescimento e o fortalecimento do país devem e precisam ser usadas, o turismo de alto padrão se apresenta como um segmento ideal no que tange a geração de emprego para as pessoas, a produção de crescimento econômico para o país e, é claro, a potencialização dos negócios das empresas.