COTADO PARA DISPUTAR PREFEITURA, MARIÃO DIZ QUE CIDADE NÃO PRECISA DE “REVEZAMENTO NO PODER”

ads

Em entrevista ao Jornal da Nova, Marião crava: "O povo quer gente nova”

Vereador por três mandatos e ex-presidente da Câmara de Nova Andradina, Marião da Saúde é um dos nomes cotados para disputar a prefeitura nas eleições deste ano. Atualmente no PSB (Partido Socialista Brasileiro), Marião diz que já organiza fortalecer a legenda no município, com 23 candidaturas e a participação ativa das mulheres.

“Nosso objetivo é esquecer o próprio umbigo para que haja união de um grupo forte que possibilite dar fim a este revezamento de 20 anos no poder que perdura em Nova Andradina. Então, um ou outro terá que abrir mão. Fizemos uma pesquisa em parceria com o engenheiro Moammar para que possamos apontar um pré-candidato”, revela, destacando ainda que pode haver sim, uma dobradinha entre eles. “O povo quer gente nova”, diz.

Outro enfoque dado pelo parlamentar é quanto ao que ele chama de “vender a prefeitura”. “Queremos acabar isso e debatemos fortemente a apresentação de alguns projetos na Câmara, a exemplo do Projeto de Lei que autoriza o Executivo a pegar R$ 5 milhões na Caixa Econômica Federal para financiar a iluminação pública, sendo que já temos R$ 270 mil mensais que poderiam ser usados para isso”, diz, referindo-se ao que é recolhido mensalmente através da COSIP, taxa de iluminação pública. “São absurdos que só vemos aqui, como o valor de R$ 1,8 milhão para pagar maquinário”, rechaça. “Queremos ver um governo mais presente, mais participativo, onde as licitações ganhas sejam através de mérito e preço melhor”, aponta.

Sobre a relação com o atual prefeito e o projeto de mudança por ele proposto, Marião é enfático. “Articulamos para a campanha dele, não fui eu quem o colocou lá sozinho, mas trabalhamos muito para que fosse eleito. A ideia era de mudança, o que não aconteceu, o sistema perdurou e também só se criou taxas e cabides de emprego”, diz, relatando que sua saída do PR, o mesmo do atual prefeito, foi comunicada há oito meses, assim como o anúncio de que seria pré-candidato a chefe do Executivo.

Segundo Marião, outra questão é quanto ao ex-prefeito Roberto Hashioka, atual secretário estadual de Administração. “Além de ter perdido a eleição, Hashioka representa um governo desgastado, com pautas que foram contrárias a funcionários públicos e produtores. Não sei se Hashioka vem mesmo enfrentar o que dizem as ruas”, avalia. “Vamos acabar com o revezamento desse grupo no poder. Nova Andradina merece uma nova gestão, a administração municipal merece uma nova cara”, conclui.

ads
ads

Você pode gostar

Vídeos Quentes
ads
Nas noticias
Carregar Mais
ads
× Fale conosco pelo whatsapp!