Cruzeiro marítimo – um sonho ao alcance de todos

A maioria das pessoas quando ouve falar sobre fazer um cruzeiro marítimo entende que somente pessoas de um determinado poder aquisitivo podem realizar esse sonho, o que não é verdade. Hoje em dia são inúmeras as companhias que oferecem esse serviço e existe um leque de opções de viagens nesse sentido, como a quantidade de dias, o itinerário a percorrer e até mesmo a hospedagem.
Desde que o Brasil virou destino de cruzeiro, novembro de 1998, os turistas se encantaram por esse tipo de lazer e, por esse motivo, pretendemos resumir a vocês nossa experiência nesta modalidade de passeio.
Recomendamos uma agência que preste consultoria nas opções de companhias de navios, que esclareçam sobre o tamanho, estrutura e serviço de bordo, pois, a princípio, interessamos sobre valores, mas, na prática, talvez seja melhor adicionar um custo e usufruir com mais sofisticação. Como exemplo, existem preços baixos de cruzeiros, mas são em navios menores e ainda em cabines internas, e isso, para quem não está acostumado, influi no lazer.
Ressaltamos neste sentido também consultar o agente sobre disponibilidade de cruzeiros fora do Brasil, como no Caribe, América do Sul (costa do Pacifico), Europa e EUA que, por muitas vezes, é compensador em matéria de tarifa, mesmo que incluir o aéreo para o embarque no transatlântico seja necessário.
Os navios fazem paradas nas cidades dos roteiros e oferecem serviço de translado, porém, tudo é cobrado em seu cartão de hóspede e para que não haja grandes surpresas ao fechar a conta no dia do desembarque fica a dica: nas paradas sempre existem empresas qualificadas para realizar um translado particular, porém, sempre é bom conhecer outros passageiros para que juntos possam locar um serviço de translado em conjunto e conhecer melhor a cidade que atracaram. É mais seguro sair em um número maior de pessoas e ainda sairá mais leve ao seu bolso. É valido ressaltar também o horário de retorno a bordo, não esqueça que a embarcação tem hora certa para zarpar.
Existem navios com cabines internas (sem janelas e sem varanda), cabines externas (somente janelas) e ainda cabines externas com varanda. Já utilizamos todas elas e indicamos, mesmo que saia por um preço razoavelmente maior, as cabines externas com varanda, pois, num momento de indisposição ou se desejar uma noite romântica à luz da lua, é essa a cabine que melhor lhe atenderá.
Os cruzeiros oferecem inúmeras atrações, restaurantes de altíssimo nível, com pratos italianos, franceses, um menu impecável, sendo que, às vezes, temos até que pedir conselho sobre o que comer ou de que se tratava aquele prato (rs). Os bares todos temáticos, cassinos luxuosos e teatro com apresentações capazes de fazer os passageiros chorar e rir ao mesmo tempo, tamanha a grandiosidade dos espetáculos.
Os navios de cruzeiros possuem serviços diferenciados à disposição dos pais que querem atendimento especial aos filhos menores, treinamento para os passageiros em caso de emergência, organização para turnos de jantares e turnos no teatro, saída e retorno ao navio, compras, cadastro de hóspedes, tudo em um cadastro feito por meio de um cartão magnético de identificação do passageiro.
Hoje no Brasil são oferecidos roteiros pela nossa costa, estendendo-se até Uruguai e Argentina. Falando de alguns cruzeiros, portando, na América do Sul, no caso dos minicruzeiros, como os portos de saída, em sua maioria são o porto de Santos e o porto do Rio de Janeiro, estes fazem: Ilhabela, Búzios, Ubatuba, enfim, nos cruzeiros mais longos, pode-se conhecer o litoral do Nordeste como: Salvador, Ilhéus, Maceió e ainda cruzeiros por alguns países do Mercosul, como citado acima.
Além dos passageiros virem de vários Estados, a interação também junto à tripulação que, em sua grande maioria, é composta de estrangeiros, como italianos, indonésios, chineses, enfim, é mágica. Segundo funcionários brasileiros, as cias têm que admitir 20% de brasileiros em suas temporadas. E é mágico interagir com pessoas de outros países, para quem não é bilíngue, tentar entender o idioma que soa estranho, conhecer um pouco de seus costumes… é um rico aprendizado pra todos.
Realizar uma viagem a bordo de um cruzeiro marítimo, é hoje uma opção de lazer junto da família e amigos. Não há indicação única para crianças, idosos, jovens, pois é extensivo a qualquer um que deseja conhecer um pedacinho a mais de seu Brasil ou de outros destinos com a diferença de que o seu modesto transporte é um transatlântico.