Médico veterinário esclarece dúvidas sobre coronavírus em animais de estimação

ads

Diante das incertezas em relação ao novo coronavírus, doença que já vitimou milhares de pessoas pelo mundo, tutores de pets se questionam sobre as chances de os animais de estimação serem infectados pelo vírus.

 

Pensando em esclarecer todas as dúvidas sobre o assunto, a secretária de Saúde de Batayporã, Marcela Leite, convidou o médico veterinário Evandro Trachta e Silva para participar da transmissão ao vivo na página da Prefeitura nesta quarta-feira (22).

 

Na oportunidade, o profissional explicou que os animais de estimação não transmitem, nem são afetados pelo novo coronavírus (Covid-19) e, que essa afirmação foi recentemente divulgada em nota conjunta pelo Centro Pan-Americano de Febre Aftosa e Saúde Pública Veterinária (PANAFTOSA) da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/OMS) e Word Animal Protection.

 

“Até o momento não há nenhuma evidência científica que mostre que os pets transmitem ou adoecem com o novo coronavírus. Essa pandemia está causando muita incerteza em todo o mundo de várias maneiras, entre elas a ameaça ao bem-estar dos animais de estimação, já que muitas pessoas associam que eles podem adoecer e espalhar o vírus. Essa desinformação está levando ao medo e resultando em cruel abandono e sacrifício de cães e gatos”, disse Dr. Evandro.

 

O veterinário também orientou a população sobre os cuidados básicos que devem ser adotados com os companheiros de quatro patas. “Mantenham os cães e gatos bem alimentados e bem cuidados, deem muito carinho e eles serão ótimos companheiros de quarentena nesse momento tão delicado para todos nós”, recomendou.

 

Ele destacou ainda que a melhor proteção que o tutor pode dar ao seu animal de estimação contra qualquer tipo de doença é levando ao médico veterinário constantemente e manter a vermifugação e vacinação em dia sob a orientação do profissional.

 

Sobre relatos de pessoas se desfazendo dos pets por medo da disseminação do coronavírus pelos cães e gatos, Dr. Evandro afirmou que é preciso manter a calma e ser racional nas suas decisões.

 

“É inadmissível o abandono e sob nenhuma circunstância é a melhor solução para combater a pandemia do Covid-19. Tampouco o sacrifício dos animais de estimação. Mantenham a calma e sejam racionais, pois essa pandemia não é e não pode ser usada, sob nenhuma circunstância, como justificativa para praticar assassinatos cruéis”, frisou.

 

O veterinário ressaltou que é comprovado cientificamente que animais de estimação enriquecem a vida e a saúde das pessoas. “Cães e gatos podem servir de grande apoio psicológico para as famílias, reduzindo os níveis de estresse e as tendências suicidas, principalmente nesse momento de distanciamento social”, afirmou.

 

Quanto as pessoas enfermas, Dr. Evandro recomendou que os companheiros de quatro patas devem ficar distantes. “Especialistas recomendam que as pessoas que estejam enfermas mantenham a higienização das mãos antes e depois de interagir com seus animais e seus pertences, e para aqueles que testaram positivo para o Covid-19 evitem o contato”, ponderou.

ads
ads

Você pode gostar

Vídeos Quentes
ads
Nas noticias
Carregar Mais
ads
× Fale conosco pelo whatsapp!