MS registra queda de cerca de 42% em emissão de RGs e CPFs em três anos

ads

A pandemia e seus efeitos ainda repercutem em diversos aspectos da sociedade. Um deles é o número de emissões de RGs (Registro Geral).

De acordo com a Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), em 2019 foram emitidas 154.192 carteiras de identidade. O ano de 2020, apresentou queda no registro do documento e obteve 89.560 emissões. Já em 2021, os números continuaram a cair e teve-se apenas 89.116 registros.

De acordo com o diretor do Instituto de Identificação do MS, Márcio Cristiano Paroba a diminuição de emissões se deve a pandemia. "Teve restrição no atendimento, né? Reduziu o atendimento, com a redução do atendimento teve redução também na confecção", esclarece.

No entanto, deixar de emitir o RG pode desencadear algumas restrições. A carteira de identidade permite que o cidadão seja reconhecido como cidadão brasileiro e tenha um número correspondente ao seu nome e local de nascimento, dados importantes para a identificação da pessoa.

Em relação ao número de CPFs (Cadastro de Pessoas Físicas), a queda foi de 42,7%. No ano de 2019, foram 133.010 emissões. Em 2020, o número caiu para 89.615 registros. Já em 2021, foram 76.161 documentos emitidos.

O CPF tem o objetivo de identificar os contribuintes no Imposto de Renda. Além disso, o documento também é fundamental para poder prestar concurso público, fazer matrícula na universidade, abrir conta bancária e até cartão de crédito.

Como emitir seu RG e CPF?

O RG pode ser emitido, independentemente da idade, pela Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública). Para diminuir filas e otimizar o atendimento, a expedição da carteira de identidade da primeira ou segunda emissão necessita de agendamento eletrônico.

A partir do agendamento, o cidadão deve comparecer ao posto de identificação escolhido para expedição do documento, com data e hora marcadas.

Para agendar, o usuário deve acessar ao endereço http://servicos.sejusp.ms.gov.br/, escolher o posto mais próximo ou o local que tiver a data desejada, preencher o formulário e confirmar o agendamento. Na página, o cidadão será informado em relação aos documentos necessários para obtenção da sua nova identidade ou da segunda emissão, e receberá por e-mail a confirmação do agendamento, com data, hora e o protocolo de agendamento do atendimento, com código de barra.

A primeira via do RG é gratuita.

Já a emissão do CPF pode ser realizada em qualquer agência do Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal ou Correios e pode ser feita por menores de idade na presença de um representante legal, bem como pessoas entre 18 e 69 anos, em que é preciso levar título de eleitor ou documento de alistamento eleitoral ou certidão comprovando a não obrigatoriedade do alistamento eleitoral.

Em casos de menoridade, o documento pode ser solicitado pelo representante legal e deve se apresentar carteira de identidade ou certidão de nascimento.

O custo para a emissão do CPF é de R$ 7 reais.

Também é possível emitir o CPF de forma gratuita por meio do site da Receita Federal. Basta preencher um formulário com as informações do solicitante e, em seguida, o número de inscrição do CPF é gerado junto com um comprovante de inscrição.

ads
ads

Você pode gostar

ads
Nas noticias
Carregar Mais
ads
×

Powered by WhatsApp Chat

× Fale conosco pelo whatsapp!