O VERÃO CHEGOU, MAS A DENGUE NÃO TIRA FÉRIAS

ads

"CLIMA QUENTE E DIAS CHUVOSOS SÃO A COMBINAÇÃO IDEAL PARA CRIAÇÃO DE FOCOS DA DENGUE"

 

Por Nayra Gabriele, para Portal Faces

 

Nos primeiros meses do ano, com a chegada do verão, as temperaturas tendem a aumentar, crescendo também, a atenção e os cuidados para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya. A maior preocupação são os criadouros que estão portão a dentro das residências, onde muitas vezes os agentes de combate a endemias não conseguem adentrar para fazer a vistoria. Os ovos do Aedes aegypti podem sobreviver por cerca de um ano em local seco, enquanto esperam o período de chuvas para formar novas larvas. De acordo com a Fundação Instituto Oswaldo Cruz (Fiocruz), o período para que o ovo se torne um inseto adulto é de sete a dez dias. Por isso, a forma mais eficaz para evitar surtos das doenças, causadas pelo Aedes aegypti, é eliminar o ciclo de vida do mosquito. Ainda segundo a Fiocruz, para eliminar os criadouros domésticos, que correspondem a 80% do total, uma inspeção semanal de dez minutos pela casa já é suficiente.

Listamos neste post algumas medidas preventivas para combater a proliferação do mosquito:

 

ads
ads

Você pode gostar

Vídeos Quentes
ads
Nas noticias
Carregar Mais
ads
× Fale conosco pelo whatsapp!