Os passaportes mais poderosos do mundo em 2021

ads

Os dias de chegar ao aeroporto, mostrar um passaporte e embarcar em um voo para qualquer lugar são, por enquanto, uma memória distante.

A pandemia de Covid-19 virou o mundo do turismo do avesso, possivelmente pelas próximas décadas.

Países em todo o mundo estão entrando novamente em lockdown, mas mesmo quando as restrições diminuírem, é provável que a vacinação obrigatória antes das viagens aéreas seja um requisito.

Henley Passport Index, que periodicamente classifica os melhores passaportes do mundo para viajar, acaba de publicar seu último ranking e uma análise do que pode estar por vir.

Japão no topo da lista

Passaporte
Passaporte do Japão foi considerado o melhor do mundo
Foto: Pixabay

Os cidadãos asiáticos continuam a ter os passaportes mais poderosos do mundo.

O ranking não leva em consideração restrições temporárias, então o Japão ficou mais uma vez no topo da classificação, oferecendo acesso sem visto ou com visto na chegada em 191 destinos ao redor do mundo.

Singapura ficou em segundo lugar (com 190 países) e a Coreia do Sul empatou com a Alemanha em terceiro (com 189).

Um pouco mais abaixo no top 10, a Nova Zelândia ficou na sétima posição, com acesso sem visto a 185 destinos, enquanto a Austrália ficou em oitavo, com acesso a 184 países.

O domínio da região Ásia-Pacífico (APAC) é um fenômeno relativamente novo na história de 16 anos do ranking.

Os Estados Unidos, o Reino Unido e os países da UE tradicionalmente dominavam o ranking, mas, de acordo com a Henley & Partners em um comunicado, "os especialistas sugerem que a posição de força da Ásia-Pacífico irá continuar, pois inclui alguns dos primeiros países a iniciar o processo de recuperação da pandemia".

O número de casos de coronavírus está aumentando acentuadamente nos Estados Unidos e no Reino Unido, sendo este último o epicentro de uma nova variante de rápida disseminação.

As restrições temporárias de viagem relacionadas a isso significam que, embora o Reino Unido e os Estados Unidos estejam em sétimo lugar na lista da Henley & Partners, a realidade é que donos de passaportes dos EUA podem viajar para menos de 75 destinos, enquanto o passaporte britânico é aceito em menos de 70.

Os indomáveis Emirados Árabes Unidos

Houve relativamente poucos acordos de visto importantes entre os países durante 2020, mas os Emirados Árabes Unidos foram uma exceção notável, disse a Henley & Partners.

Os Emirados Árabes Unidos assinaram vários acordos recíprocos de isenção de visto no ano passado, incluindo um acordo histórico mediado pelos EUA que estabeleceu laços formais com Israel e concedeu aos cidadãos de cada país acesso sem a necessidade do visto.

Os Emirados Árabes Unidos ocupam o 16º lugar no ranking, com acesso isento de visto / visto na chegada em 173 destinos. É uma ascensão incrível em relação à posição no início do ranking em 2006, quando o país ocupava a 62ª colocação, com acesso a apenas 35 países.

“Cada um por si”

"Apenas um ano atrás, tudo indicava que as taxas de mobilidade global continuariam a aumentar, que a liberdade de viajar aumentaria e que os donos de passaportes poderosos teriam mais acesso do que nunca", disse Christian H. Kaelin, presidente da Henley & Partners e criador do conceito de índice de passaportes.

"O lockdown em todo o mundo anulou essas projeções e, à medida que as restrições começarem a diminuir, os resultados do ranking mais recente são uma indicação do que o poder de um passaporte realmente significa em um mundo dominado pela pandemia”.

Em termos de mobilidade global no futuro, não devemos esperar um retorno aos padrões pré-pandemia, disse Parag Khanna, autor de "The Future is Asian" ("O futuro é asiático" sem edição no Brasil) e fundador e sócio-diretor da empresa de consultoria FutureMap em Singapura. Pode ser que a nacionalidade por si só não abra mais portas.

"Mesmo para passaportes ainda poderosos, como os do Japão, Singapura, Coreia do Sul e membros da UE, protocolos adicionais serão necessários para obter uma relativa mobilidade sem atrito", disse Khanna.

"Os jovens de hoje são conscientes em termos sociais e ambientais, e menos nacionalistas, o que os torna possivelmente a geração mais móvel da história da humanidade. Eles representam uma mudança radical na mobilidade, uma transição de ‘cada país por si’ para ‘cada um por si’”.

Os melhores passaportes de 2021:

  1. Japão (191 destinos)
  2. Singapura (190)
  3. Coreia do Sul, Alemanha (189)
  4. Itália, Finlândia, Espanha, Luxemburgo (188)
  5. Dinamarca, Áustria (187)
  6. Suécia, França, Portugal, Holanda, Irlanda (186)
  7. Suíça, Estados Unidos, Reino Unido, Noruega, Bélgica, Nova Zelândia (185)
  8. Grécia, Malta, República Tcheca, Austrália (184)
  9. Canadá (183)
  10. Hungria (181)

Os piores passaportes

Muitos países do mundo têm acesso isento de visto ou visto na chegada em menos de 40 países. São eles:

  1. Afeganistão (26 destinos)
  2. Iraque (28 destinos)
  3. Síria (29)
  4. Paquistão (32)
  5. Somália, Iêmen (33)
  6. Territórios palestinos (37)
  7. Líbia, Nepal (38)
  8. Coreia do Norte (39)

Outros índices

A lista da Henley & Partners é um dos vários rankings criados por empresas financeiras para classificar passaportes mundiais de acordo com o acesso que fornecem a seus cidadãos.

O Henley Passport Index é baseado em dados fornecidos pela Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) e cobre 199 passaportes e 227 destinos de viagem. Ele é atualizado em tempo real ao longo do ano, conforme e quando as mudanças na política de vistos entram em vigor.

O ranking de passaportes da Arton Capital leva em consideração os passaportes dos 193 países membros das Nações Unidas e seis territórios – Taiwan, Macau (RAE da China), Hong Kong (RAE da China), Kosovo, Território Palestino e o Vaticano. Os territórios anexados a outros países são excluídos.

O ranking de 2021 colocou a Alemanha no topo, com uma pontuação de isenção de visto/visto na chegada de 134.

ads
ads

Você pode gostar

Vídeos Quentes
ads
Nas noticias
Carregar Mais
ads
×

Powered by WhatsApp Chat

× Fale conosco pelo whatsapp!