Recorde à vista no mercado de luxo

No início deste ano, após a divulgação de diversos estudos e pesquisas sobre o comportamento do mercado de luxo em 2017, foram amplamente festejados os excelentes resultados. O bom desempenho registrado na maioria dos segmentos de mercado demonstrou que o setor dava sinais claros de recuperação.

E, ao que parece, o otimismo e a tendência de crescimento devem marcar o setor de alto padrão também em 2018. É o que aponta um relatório divulgado na última quinta-feira, sete de junho, realizado em parceira pela Altagamma e a empresa de consultoria Bain & Co.

De acordo com o estudo, após o crescimento de 6% registrado no ano passado, as vendas de segmentos clássicos da indústria de luxo como bolsas, relógios e moda devem ter um aumento de 8% em 2018, alcançando um recorde histórico que pode atingir 281 bilhões de euros.

Neste cenário, mais uma vez, a geração millennial tem um papel absolutamente decisivo nos bons resultados. As pesquisas apontam que aproximadamente 85% do crescimento do mercado de luxo se deve aos consumidores com idade entre 18 e 35 anos. Um fato que comprova a força desta geração é que as principais marcas de alto padrão investem de forma cada vez mais efetiva no marketing digital, especialmente nas mídias sociais. Esse interesse, é claro, tem o objetivo de ampliar o diálogo com os millennials.

Outra conclusão importante veiculada no estudo foi a consolidação do mercado chinês como um dos elementos mais representativos na indústria do luxo atual. Sendo responsável pelo consumo de aproximadamente um terço do mercado global de luxo, as previsões indicam que o mercado de luxo atinja em breve um crescimento superior a 20%. Com uma previsão mais modesta, o restante do mercado de luxo deve ter um crescimento médio anual na faixa de 5%. Resta-nos esperar e torcer pelos bons resultados.