Relembre a carreira do estilista Karl Lagerfeld em cinco peças clássicas

À frente da marca mais famosa e influente no mundo, o designer foi responsável por recriar e eternizar peças-ícones da maison francesa ao longo de sua carreira

CASACO TWEED

Não podemos falar de Karl Lagerfeld e Chanel sem falarmos do Casaco Tweed. O modelo, que até os anos 50 era usado apenas por homens, foi inserido no guarda-roupa feminino por Coco Chanel. Trabalho que o kaiser manteve fielmente até a sua última coleção, desfilada em Março deste ano.

COLARES DE PÉROLAS

Clássico, mas sempre atual, o colar de pérolas, peça favorita de Coco Chanel, foi reinventada inúmeras vezes por Karl Lagerfeld ao longo de sua trajetória à frente da Chanel. Recriações mais discretas e outras mais chamativas e descoladas compõem as criações e inspirações apresentadas pelo estilista.

CAMÉLIAS

Exclusivas e glamourosas, as camélias são tidas como o maior símbolo da Chanel. Presentes desde embalagens, desfiles das coleções e joias, Lagerfeld inovou o formato das camélias, que ganharam diversas novas texturas, cores, materiais e estampas.

IT BAGS

Ícones de bom gosto e elegância, as bolsas Chanel 2.55, Classic Flap e Chanel Boy estão entre as mais desejas pelas fashionistas. O modelo 2.55 foi lançado pela própria Coco Chanel, em 1955, sendo relançado cinco décadas depois pelo designer alemão como 2.55 Reissue. Já os modelos Classic Flap e Boy foram apresentados ao mundo da moda durante a sua trajetória à frente da label.

SCARPINS

Durante suas três décadas como criativo da Chanel, Karl Lagerfeld lançou diversas variações para o sapato bicolor criado pela própria Coco Chanel. Scarpins, mules, sapatilhas e mules estão entre os modelos que receberam a aplicação das cores propostas por ele.

Anotem aí: uma das maiores e mais brilhantes mentes criativas, o estilista Karl Lagerfeld, morto no dia 19 de fevereiro, irá ganhar uma biografia sobre a sua trajetória. Com uma abordagem mais intimista, a linha narrativa terá como base fatos e histórias de como ele se tornou um ícone cultural, ultrapassando – assim – as nomenclaturas da moda. Para o trabalho foi escalado William Middleton, ex-chefe da sucursal de Paris do WWD e da W Magazine, e autor do livro “Double Vision” sobre a poderosa família do mundo da arte liderada por Dominique e John de Menil.

Middleton, que conheceu Lagerfeld, em 1995, prometeu “uma biografia não convencional” sobre o kaiser, que por mais de três décadas autuou como diretor criativo da Chanel, sempre repaginando peças icônicas, mas sem deixar de lado a tradição e elegância da maison francesa. O livro está previsto para ser publicado em 2021.

O Passaporte Fashionista levará as alunas para conhecer o Atelier onde são fabricadas as camélias da Chanel no curso de 20 a 24 de Maio 2019. Inscreva-se já!

Crédito das imagens: Reprodução.