Série da Globo destaca as belezas da Paraíba

A Paraíba foi um dos principais Estados nordestinos em que foi gravada a série “Onde os Nascem os Fortes”, em exibição na Globo. O elenco passou meses no sertão nordestino, em locais que abrigam sítios arqueológicos, pegadas de dinossauros e paisagens de tirar de fôlego. Mas não é só o interior, com o Maior São João do Mundo, que vale a visita. Não faltam opções de praias paradisíacas nos litorais sul e norte.

“Perto do turismo de outros Estados do Nordeste, a Paraíba é pouco conhecida e divulgada. Mas temos praias tão belas como as de Maragogi, em Alagoas, por exemplo, e muita história, já que somos a terceira capital mais antiga do País”, lembra o guia Nadjmar Diniz Barbosa, da agência 100% Parahyba, que atende turistas locais. “O Centro histórico de João Pessoa tem construções do século 16. O Centro Cultural São Francisco é a construção mais importante de arte barroca, e a maioria dos prédios é tombada”, completa o guia, que oferece passeios a turistas na Praia de Tambaú.

Segundo a agência de turismo CVC, a capital, João Pessoa, tem preços mais baratos do que o restante do Nordeste. A maior parte dos pacotes oferece passeios a conhecidas praias da região, como a Ponta do Seixas e a do Farol de Cabo Branco. Com a ajuda de agências locais, o turista pode explorar ainda mais direções.

Com uma população de pouco mais de 800 mil pessoas, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), João Pessoa é uma cidade pacata e tem como principal cenário a Praia de Tambaú. “Aqui mesmo temos a feirinha de artesanato, que tem muito couro de bode, além de peças de roupa e decoração feitas de renda. Há muita música também. O forró é o ritmo da região, por isso, há muitas referências a Luiz Gonzaga”, completa Barbosa.

Toda a população local parece saber dançar os passos do gênero musical, sem passar muito aperto. E a cada esquina há um trio de forró com plateia garantida.

Interior

A cidade de Cabaceiras é conhecida como a Hollywood do Sertão na Paraíba. A região foi cenário de diversos filmes, como “O Auto da Compadecida” (2000), o curta “Tempo de Ira” (2003) e “Cinema, Aspirinas e Urubus” (2005). Agora, ambienta a série “Onde Nascem os Fortes” (Globo).

Mas o turismo na região só começou a ser explorado mesmo desde os anos 2000. “Para cá, vem quem se interessa pelo turismo ecológico. Há muitas formações rochosas. Poucas pessoas vão ver esse lugar com água, como está agora”, explica Ribamar de Farias, guia turístico do hotel fazenda Lajedo do Pai Mateus. No dia em que a reportagem esteve lá, no início de abril, choveu pela primeira vez em sete anos e havia formações de poças e pequenos lagos. A vegetação estava verde. “Hoje nós vivemos das cisternas, perfurações em busca de água, e da transposição do Rio São Francisco. A vida melhorou muito nos últimos anos.”

Passeios por cidades da região levam a pinturas rupestres e pegadas de dinossauros que ali viveram. Tudo carregado de história. Em junho, são imperdíveis o São João de Campina Grande, e a Festa do Bode, em Cabaceiras.