Uma marca no topo do mundo

Durante toda a sua história, o Terapia do Luxo sempre se empenhou em trazer aos seus leitores o panorama do mercado de alto padrão mundial e uma das pautas abordadas com frequência foi o posicionamento das marcas no que tange sua aceitação junto ao público.

Nos últimos dois anos, a grife que mais ganhou destaque neste quesito foi a italiana Gucci. Com uma gestão moderna e uma capacidade de inovação aparentemente sem limite, a marca se consolidou como um ícone do mercado de luxo contemporâneo.

Agora, o resultado de mais um estudo comprova que, de fato, o céu parece ser o limite para a Gucci. De acordo com os dados divulgados pela plataforma de pesquisa Statista, que elaborou uma espécie de ranking dos desejos, a marca que ficou na primeira posição foi justamente a comandada por Alessandro Michele.

O estudo, realizado nos Estados Unidos, tinha como objetivo identificar o perfil dos consumidores de luxo atuais e, para isso, foram ouvidos 900 pessoas, entre homens e mulheres, caraterizados pelo amplo consumo no segmento.

Além da Gucci, que ocupou o primeiro lugar, empataram na segunda posição americana Michael Korns e a francesa Louis Vuitton. Em terceiro lugar ficou a joalheria Tiffany & Co. As marcas Chanel, Burberry, Prada, Dior, Giorgio Armani e Hermès completam o Top 10.